quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

How do you see?


" What you see
of the World
    Depends entirely on
     How you look at it".

Talvez por um instante...

Talvez

Talvez eu não saiba nada.
Talvez eu não saiba realmente nada.
Talvez eu seja presunçoso... Não,
Talvez eu seja presunçoso demais, em demasia, exageradamente muito.
Talvez eu seja um gênio que no fundo eu pense realmente ser,
Talvez eu seja um completo tolo por talvez acreditar naquilo que sinto.
Talvez os desabafos fossem melhores
Talvez eu seja pretensioso,
Talvez este “talvez” seja ridículo ser externado.
Talvez eu seja prévio, preliminarmente introdutório e raso de tão talvez que sou ou eu seja,
Talvez, acreditando em reencarnação - como acredito – eu tenha sido um notável jovem corajoso, pujante, inteligente, sensível e útil para a sociedade parisiense de outrora,
Talvez eu seja curto das ideias e criticado por muitos,
Talvez eu seja impetuoso no falar,
Talvez eu me prive de mim mesmo e da minha melhor parte ou porção,
Talvez eu seja auto-sabotador,
Talvez ninguém me leve a sério,
Talvez eu não saiba se hoje é ontem ou anteontem,
Talvez eu saiba que anteontem é o contrário de “dopodomani” na Itália,
Talvez tudo isso seja combinado e muito provavelmente eu esteja sendo partícipe de um “Reality Show” do Mundo invisível (espiritual),
Talvez tudo isto que vejo agora seja uma miragem ou sejam projeções daquilo que um dia já foi e não é ou está mais;
Talvez o “não” seja aquilo que não pode ser, ou, seja o estar às avessas;
Talvez eu me organizando possa realmente me desorganizar ou desorganizando venha me organizar;
Talvez eu esteja obtendo êxito naquilo que me propus fazer antes de encarnar nesta existência,
Talvez eu não tenha mérito algum em tentar dizer que seja ético ante muitas besteiras que já fiz em tempos que não lembro;
Talvez eu nem ame tanto como creio que AMO todos que comigo estão;
Talvez eu sempre esteja sendo Chato de enfadonho,
Talvez isto seja um processo de “vitimização” de minha parte;
Talvez NÃO!
Talvez SIM!!
Talvez se o zagueiro Oscar tivesse feito aquele gol de cabeça aos 44’ minutos do segundo tempo contra a Seleção italiana na Copa de 82 tudo estaria sendo diferente;
Talvez eu não queira mais assistir aos “Canhões de Navarone” para não perder aquela sensação e impressão causada com os efeitos especiais cravados em minha retina quando criança;
Talvez “A Fantástica Fábrica de Chocolate” do Sr. Wonka realmente exista em outro plano;
Talvez meus devaneios de menino ainda insistentes hoje seja um sinal de que isso é o que vale a pena;
Talvez Nietzsche seja realmente inteligível
Talvez Nietzsche tenha sido médium e tido como doido,
Talvez se eu pudesse me disciplinar em tudo aquilo que acredito ser bom e para o Bem....

Eita!

Talvezzzzzzzziiiiiii....Lá vai a abelhinha!!!

Talvez,
Talvez esta melancolia seja uma preguiça de minha ENORME ALEGRIA DE VIVER CONTIDA SEM SABER BEM O PORQUÊ;
Talvez que cresça bem alegre como imagino que seja
Talvez eu faça minha futura esposa feliz!!
Talvez eu tenha razão.
Talvez POR UM INSTANTE...
Talvez seja a minha VEZ.
Tomara.

sábado, 10 de dezembro de 2011

O fascínio de assistir "Meia noite em Paris".



Definitivamente percebi que confesso hoje que tudo aquilo que de alguma maneira ou forma venha remeter a Paris ou a própria França me interessa. Quando digo “me interessa” falo que paro para ouvir, ler, escutar, refletir, ver, assistir...Enfim, me dou ao trabalho de dedicar um mínimo de tempo sobre o que se trata.

Desde moleque e já cursando a 5ª (quinta) série Ginasial no Colégio 7 de setembro me vi fascinado por História e Geografia. Sempre fui meio “Hiperativo”, mas, quando ouvia algo sobre o “modus vivendi” de determinado povo ou sobre as características de relevo, genética, expressões artísticas de um povo.... Simplesmente parava para ouvir e imaginar.

Das disciplinas escolares que passava por média e obtinha êxito sem qualquer esforço, definitivamente lá estavam História, Geografia, OSPB e Educação Artística.

As cores da bandeira da França, aquela língua extremamente intrigante com um sotaque meio sofisticado, difícil e ao mesmo tempo doce de ouvir, a localização geográfica, as peripécias de seus personagens na História da Arte Universal, bem como, as atitudes de seus Estadistas.... E o papel preponderante deste País na História do Povo Ocidental me fizeram desde a mais tenra idade ficar interessado de prima e de graça sem qualquer outro subterfúgio ou argumento.

Além disso, depois que se lê muito sobre a Gália e após ter o prazer de visitar a Cidade da Luz, torna-se praticamente impossível não ficar absorto por tudo que diga respeito a Voltaire, Rodin, De Gaulle, Moliére, Allan Kardec, Proust, Baudeleire, Monet, Delacroix, Renoir, Marat, Luís XV, Napoleão Bonaparte, Edmond Rostand, Dante, Joana D’Arc, Debret, Lautrec....Enfim.

Após imenso “preâmbulo” sobre a primeira justificativa do interesse pela França, me pego contente de ter visto – somente hoje – o maravilhoso filme “Meia noite em Paris” do portentoso Woody Allen.

Colocado o DVD na gavetinha e apertado o “Play” percebo que o filme acabou rapidamente tamanha a vontade de ver a continuidade daquele escritor – Gil, o personagem principal e alter ego do Diretor – que decide vivenciar a França e imaginar encontros com outros grandes “vultos” franceses.

O filme, logo em sua abertura, passeia pela Cidade Parisiense ao som do clarinetista Sidney Bechet (ídolo musical de Woody Allen). A capital Francesa surge numa sequência de cartões-postais, do nascer ao pôr do sol e em questão de momentos a alegria surge estampada em nosso rosto sem qualquer dificuldade.

O Ator Owen Wilson – aquele loiro de nariz torto - interpreta Gil, roteirista de Hollywood que passa período de férias em Paris com sua noiva Inez (Rachel McAdams) e a família dela. Entre momentos de chatice pela convivência com aquela família “pobre” de espírito, Gil – amante de Paris e dos seus artistas – consegue encontrar uma espécie de “portal do tempo” e conectar-se com ilustres pessoas ligadas a década de 1920: F. Scott Fiztgerald, Ernest Hemingway e Pablo Picasso circulando por ateliês e cafés da cidade.

Paris exerce um fascínio sobre Gil – que adora vê-la sob chuva – fazendo com que viaje nos anos 20 (vinte). Além dos artistas mencionados, também se encontra com o músico Cole Porter, o pintor Pablo Picasso e o cineasta Luis Buñuel, dentre outros que esbarram com o personagem com a naturalidade de um habitual encontro.

“Meia Noite em Paris” consegue ser cômico na melhor acepção da palavra e ao mesmo tempo delicado, tocante e sensível.  A cada badalada que soa na madrugada de Paris, ficamos com a expectativa de conhecermos outros tantos vultos históricos e outras experiências. Impossível não ficar fascinado com Gestrud Stein, por exemplo.

O personagem principal se vê apaixonado pela sensual Adriana (excelente atriz Marion Cotillard), amante de Picasso, ex de Modigliani e Braque. O “túnel ou portal do tempo” parece que serve de pretexto para Woody refletir sobre as ilusões que temos sobre a existência.

Woody menciona ainda de forma espetacular sobre os surrealistas com a visão de rinocerontes e as dúvidas de Brunuel. O filme ainda conta com a participação especial de Carla Bruni (atual primeira dama Francesa). Pelo pouco que conheço e vi sobre Woody Allen, ouso dizer que não seria exagero afirmar que se trata de um dos melhores trabalhos de sua carreira. Foi agradável e gostoso de assistir.



quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sobre o "Tempo certo"...

Daquilo que busco e quero acreditar...


O TEMPO CERTO

AUTOR DESCONHECIDO

"De uma coisa podemos ter certeza:

de nada adianta querer apressar as coisas.

Tudo vem ao seu tempo, dentro do prazo que lhe foi previsto.

Mas a natureza humana não é muito paciente.

Temos pressa em tudo!

Aí acontecem os atropelos do destino,
aquela situação que você mesmo provoca,
por pura ansiedade de não aguardar o tempo certo.

Mas alguém poderia dizer:

- Mas qual é esse tempo certo?

Bom, basta observar os sinais.

Geralmente quando alguma coisa está para acontecer

ou chegar até sua vida,

pequenas manifestações do cotidiano,
enviarão sinais indicando o caminho certo.

Pode ser a palavra de um amigo, um texto lido,

uma observação qualquer.

Mas com certeza, o sincronismo se encarregará

de colocar você no lugar certo, na hora certa, no momento certo,
diante da situação ou da pessoa certa!

Basta você acreditar que nada acontece por acaso!

E talvez seja por isso que você esteja agora lendo essas linhas.

Tente observar melhor o que está a sua volta.

Com certeza alguns desses sinais já estão por perto,
e você nem os notou ainda.

Lembre-se que o universo, sempre conspira a seu favor,
quando você possui um objetivo claro
e uma disponibilidade de crescimento".

*************************************

EFÊMERA (Tulipa Ruiz)
"Vou ficar mais um pouquinho,
para ver se acontece alguma coisa
nessa tarde de domingo
.
Congele o tempo preu ficar devagarinho
com as coisas que eu gosto
e que eu sei que são efêmeras
e que passam perecíveis
e acabam, se despedem,
mas eu nunca me esqueço.
Vou ficar mais um pouquinhopara ver
se eu aprendo alguma coisa
nessa parte do caminho.
Martelo o tempo preu ficar mais pianinho
com as coisas que eu gosto
e que nunca são efêmeras
e que estão despetaladas, acabadas
sempre pedem um tipo de recomeço.
Vou ficar mais um pouquinho, eu vou...."


quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Sobre a aposentadoria compulsória no Judiciário.



"A pessoa passa a ser chamada de "Excelência" todos os dias. Daqui a pouco começa a acreditar que é mesmo."

(Ministra do STF Carmen Lúcia sobre a aposentadoria compulsória de Juízes aos 70 anos de idade dando a entender que o mandato deveria ser menor para os Juízes da Corte). 

Portas de garagem.

Relatam na Globosfera virtual "internética" que uma empresa alemã chamada "Your Style Garage" começou a expandir com a criação de cartazes para portas de garagem que as faz parecer como se ela realmente estivesse mostrando o seu interior e o que esta nele!














O veneno está na mesa” é um documentário do cineasta Sílvio Tendler que traz à tona a discussão sobre o modelo de produção de alimentos no Brasil. A obra audiovisual mostra os danos gerados pelo uso de agrotóxicos à saúde da população e ao meio ambiente.
Alerta fortemente para o fato de que o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos no mundo, discute como o modelo de desenvolvimento que tem sido adotado no país beneficiando grandes empresas transnacionais, como a Monsanto, Syngenta, Bayer, Dow, DuPont, dentre outras, em detrimento da agricultura familiar.
Muitas destas empresas multinacionais de fruticultura usam intensamente esses químicos de toda forma, inclusive através da pulverização aérea.
Sinopses:
“O veneno está na mesa”
" O Brasil é o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública. O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consumem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. Por isso, a idéia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.

A película também traz dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que mostram que, em 2009, 30% de cerca de 3 mil produtos analisados traziam níveis acima dos toleráveis de agrotóxicos.

O animus jocandi e o resumão de livros.


 
Trago algo que recebi de grande amigo (Eduardo Romanholi) para conhecimento e diversão.  Porém, não conheço a autoria do texto e da ideia abaixo explicitada.

Trata-se de verdadeiros resumões de livros da Literatura Universal! Algo extremamente criativo, irreverentee porque não pensar como uma boa crítica para  a falta de leitura dos estudantes, na verdade, da população brasileira. Os "colunistas sociais" diriam que seriam direcionados aos muito ocupadas que "não possuem tempo para leitura". Como se isso existisse.

Então vejamos...

William Shakespeare
Romeu e Julieta

Dois adolescentes doidinhos se apaixonam,
mas as famílias proíbem o namoro, as duas
turmas saem na porrada, uma briga fodida,
muita gente se machuca. Então, um padre filho
da puta tem uma idéia idiota e os dois morrem
depois de beber veneno, pensando que era
sonífero.
Fim.

********
Gustave Flaubert:
Madame Bovary.
778 páginas.

Uma dona de casa mete o chifre no marido e transa com o padeiro, o leiteiro, o carteiro, o homem do boteco, o dono da mercearia e um vizinho cheio da grana. Depois entra em depressão, envenena-se e morre.
Fim.

******

Leon Tolstoi
Guerra e Paz.
Paris, Ed.Chartreuse. 1200 páginas

Um rapaz não quer ir à guerra por estar
apaixonado e por isso Napoleão invade
Moscou. A mocinha casa-se com outro.
Fim.

******** 

Marcel Proust:
À La recherche du temps perdu.

(Em Busca do Tempo Perdido)
Paris, Gallimard. 1922. 1600 páginas.

Um rapaz asmático sofre de insônia porque a
mãe não lhe dá um beijinho de boa-noite.
No dia seguinte (pág. 486 vol. I), come um bolo e
escreve um livro. Nessa noite (pág.1344, vol.VI)
tem um ataque de asma porque a namorada (ou
namorado?) se recusa a dar-lhe uns beijinhos.
Tudo termina num baile (vol. VII) onde estão
todos muito velhinhos - e pronto.
Fim.

********
Luís de Camões:
Os Lusíadas.
Editora Lusitânia

Um poeta com insônia decide encher o saco do
rei e contar-lhe uma história de marinheiros que,
depois de alguns problemas (logo resolvidos por
uma deusa super gente fina), ganham a maior
boa vida numa ilha cheia de mulheres gostosas.
Fim.

*********
William Shakespeare
Hamlet

Essa é de lascar!
Um príncipe com insônia passeia pelas muralhas
do castelo, quando o fantasma do pai lhe diz que
foi morto pelo tio que dorme com a mãe, cujo
homem de confiança é o pai da namorada, que,
entretanto, se suicida ao saber que o príncipe
matou o seu pai para se vingar do tio que tinha
matado o pai do seu namorado e dormia com a
mãe. O príncipe mata o tio que dorme com a
mãe, depois de falar com uma caveira e morre
assassinado pelo irmão da namorada, a mesma
que era doida e que tinha se suicidado.
Fim.

********

Sófocles:
Édipo-Rei

Maluco tira uma onda, não ouve o que um
ceguinho lhe diz e acaba matando o pai,
comendo a mãe e furando os olhos.
Por conta disso, séculos depois, surge a
psicanálise que, enquanto mostra que você vai
pelo mesmo caminho, lhe arranca os olhos de
cara em cada consulta. Parada muito doida.
Fim.
*********

William Shakespeare
Othelo

Um rei otário, tremendo zé-roela, tem um amigo
muito filho da puta que só pensa em fazê-lo de
bobo. O malandro, não ganha um cargo no
governo e resolve se vingar do rei, convencendo
o de que a rainha está dando pra outro. O zé
mané acredita e mata a rainha. Depois descobre
que não era corno, mas apenas muito burro por
Ter acreditado no traíra. Prende o cara e fica
chorando sozinho.
Fim.

Pronto!

Você economizou a leitura de pelo menos 7.000 páginas e R$ 1.500,00 em livros.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quando os animais guardam excelente gosto musical..

Um campo limpo e belo. Uma paisagem bucólica numa tarde de clima ameno.
Nada melhor que curtir um bom pasto, estar junto com as amigas e apurar os ouvidos para uma excelente música....Afinal, Jazz é sempre muito bom!

"When the Saints, Go marching in..."


quinta-feira, 17 de março de 2011

JAPÃO: FOTOS - ANTES E DEPOIS.


Apesar das imagens pela Televisão mostrarem detalhes impressionantes da tragédia, acabo de descobrir um link (ABC NEWS) que mostram paisagens completamente diferentes da Região atingida no Japão. É algo realmente impressionante!!! Acessem aqui e vejam passando mouse da direita para a esquerda sobre as fotos. 

terça-feira, 15 de março de 2011

Profissionalização de Grupos de Teatro


Encontro sobre Profissionalização de Grupos de Teatro

Na data de hoje, participei neste Encontro - acima mencionado - na qualidade de advogado com vivência em Propriedade Imaterial e assessor Jurídico do SATED/CE (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Ceará) no Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza, Estado do Ceará, onde diversos pontos de discussão foram desenvolvidos com percuciência necessária e com a conclusão de que a profissionalização da classe artística é um caminho mais que certo e necessário, aliás... É o caminho.

Por muitos anos, digo, décadas, falar em profissionalização do artista na Região Nordeste seria falar sobre a utopia da utopia. A própria classe artística - em razão da falta de informações e da pouca conscientização - entendia que a profissionalização seria um processo obstacularizador aos possíveis avanços que os artistas poderiam ter, em razão do velho costume de esperar do Estado e pelo Estado alguns fomentos e/ou financiamentos de projetos....Ou seja, o único caminho seria esperar por alguma política de algum governo que fosse eterno Mecenas.

A história da profisionalização do artista perpassa por sofrimentos, lutas, preconceitos e de formação de consciência de uma categoria que sempre foi e de alguma forma, ainda é subjugada. Nem precisamos ir muito longe para constatarmos em determinados programas de "colunismo social na tv" que volta e meia algumas "personalidades de efêmera celebridade" aparecem se intitulando como "Atriz, ator e/ou modelo".

Durante muitos anos os artistas viveu de "fama", elogios e espécies de "honrarias". Saindo dos "holofotes" das mídias, este profissional era relegado. Esta instabilidade motivou diversos artistas a procurar disciplinar o modo, a maneira e o exercício de seu ofício. Haja vista, que na Consolidação das Leis Trabalhistas (de 1943) existem poucos artigos que são dedicados aos artistas.

Com o avanço do tempo, da Doutrina, dos Julgados nos Tribunais, chegou-se ao claro entendimento de que ao artista existe uma dupla proteção no plano Legislativo: A proteção aos Direitos Conexos aos Direitos do Autor, relacionados à personalidade do artista (ator/atriz/bailarino), enquanto criador; e uma proteção de cunho trabalhista que fica atinente ao serviço prestado por ele para quem o contrata.

A lei 6533/78, dispõe sobre a regulamentação das profissões de Artistas e de técnico em Espetáculos de Diversões, e dá outras providências. Para os efeitos desta lei, é considerado: I - Artista, o profissional que cria, interpreta ou executa obra de caráter cultural de qualquer natureza, para efeito de exibição ou divulgação pública, através de meios de comunicação de massa ou em locais onde se realizam espetáculos de diversão pública; e  II - Técnico em Espetáculos de Diversões, o profissional que, mesmo em caráter auxiliar, participa, individualmente ou em grupo, de atividade profissional ligada diretamente à elaboração, registro, apresentação ou conservação de programas, espetáculos e produções.

A regulamentação Jurídica dos Direitos dos ARTISTAS (intérpretes ou executantes) está contida na Convenção de Roma (1965 - Brasil é signatário); Na alínea "b", Inciso XXVIII, art.5o da Constituição Federal Brasileira; nos arts.90 e 92 da Lei 9610/98 e na proteção clara do art. 13 da Lei 6533/78. Aqui não mencionamos a Lei específica dos músicos (Lei 3857/60).

A Lei 6533/78 trouxe enormes avanços não só ao reconhecimento de uma categoria profissional especial, como, deixa claro como devem ser os contratos de trabalho, proibindo expressamente a cessão dos direitos autorais e conexos que serão devidos em decorrência de cada exibição da obra que determinado artista faça parte.

O encontro ocorrido na data de hoje no auditório do Centro Cultural Banco do Nordeste na cidade de Fortaleza mostra este avanço e propicia uma troca de experiências entre artistas e Grupos Teatrais no fazer artístico em determinadas regiões diferentes do Brasil. Diversos temas, tópicos e abordagens interessantes foram feitas e que marcam de alguma forma a cosncientização de uma categoria profissional, como: A importância da Entidade Sindical, A força das Cooperativas de Teatro, A conscientização pelo fortalecimento da categoria profissional com mudanças de posturas no fazer cultural, o cuidado com os procedimentos contratuais; A visão profissional de Grupo; O respeito às relações contratuais; A manutenção de repertório de peças dos grupos na agenda e organograma como forma de sobrevivência financeira e a não dependência de Políticas pontuais de determinados Governos.

A programação completa do V FESTIVAL BANCO DO NORDESTE DAS ARTES CÊNICAS você pode encontrar aqui.



quarta-feira, 9 de março de 2011

O animus jocandi na crítica à imprensa.



O texto abaixo não é novo e realmente não sei sinceramente de quem é a autoria. Mas, trata-se de excelente ideia e criatividade do autor ao atrelar uma antiga história conhecida mundialmente com o "animus jocandi" intencionando criticar os meios de comunicação do Brasil.
Invariavelmente, ao longo dos anos, pudemos e podemos observar que dependendo da linha editorial de determinado grupo midiático, os fatos são narrados, contados e explicitados de formas bem diferentes. Constatamos muito claramente nos anos e meses pré-eleitorais. O que também, invariavelmente, observamos críticas quanto a inexistência de imprensa livre.
Desta forma, o texto abaixo cumpre o seu objetivo fielmente de maneira irreverente e tocando o cerne da questão: "As diferentes maneiras de contar a mesma história". Mas, no presente caso, não se trata do dilema contido nas tragédias gregas que descreviam "Thémis e Diké" como concepções distintas de justiça, tal qual na tragédia grega de Sófocles (496–406 a.C.), a Antígona.
E assim começa o texto a questionar se a história da Chapeuzinho Vermelho fosse verdadeira, como ela seria veiculada pela imprensa brasileira? 
*Jornal Nacional*
(William Bonner): 'Boa noite. Uma menina chegou a ser devorada por um lobo na noite de ontem.'        
(Fátima Bernardes): '.mas a atuação de um caçador evitou a tragédia.'  

*Programa da Hebe**
".Que gracinha, gente! Vocês não vão acreditar, mas essa menina
linda aqui foi retirada viva da barriga de um lobo, não é mesmo?"  

*Cidade Alerta*
".Onde é que a gente vai parar, cadê as autoridades? Cadê as autoridades? A menina ia pra casa da vovozinha a pé! Não tem transporte público! Não tem transporte público! E foi devorada viva.
Um lobo, um lobo safado. Põe na tela, primo! Porque eu falo mesmo, não tenho medo de lobo, não tenho medo de lobo, não!"

*Superpop*
"Geeente! Eu tô aqui com a ex-mulher do lenhador e ela diz que ele é alcoólatra, agressivo e que não paga pensão aos filhos há mais de um ano. Abafa o caso!"  
 
*Globo Repórter*
"Tara? Fetiche? Violência? O que leva alguém a comer, na mesma noite, uma idosa e uma adolescente?
O Globo Repórter conversou com psicólogos, antropólogos e com amigos e parentes do Lobo, em busca da resposta.
E uma revelação: casos semelhantes acontecem dentro dos próprios lares das vítimas, que silenciam por medo. Hoje, no Globo Repórter.."    

*Discovery Channel*
"Vamos determinar se é possível uma pessoa ser engolida viva e sobreviver."

*Revista Veja*
"Lula sabia das intenções do Lobo e se calou para não prejudicar a campanha da Dilma."  

*Revista Cláudia*
"Como chegar à casa da vovozinha sem se deixar enganar pelos lobos no caminho."       

*Revista Nova*
"Dez maneiras de levar um lobo à loucura, na cama!"  

*Revista Isto É*
Gravações revelam que lobo foi assessor de político influente.

*Revista Playboy*
(Ensaio fotográfico com Chapeuzinho no mês seguinte): "Veja o que só o lobo viu."  

*Revista Vip*
"As 100 mais sexies - Desvendamos a adolescente mais gostosa do Brasil!"

*Revista G Magazine*
(Ensaio com o lenhador) "O lenhador mostra o machado."  

*Revista Caras*
Na banheira de hidromassagem, Chapeuzinho fala a CARAS: "Até ser devorada, eu não dava valor pra muitas coisas na vida. Hoje, sou outra pessoa."  

*Revista Superinteressante*
"Lobo Mau: mito ou verdade?"

*Revista Tititi*
"Lenhador e Chapeuzinho flagrados em clima romântico em jantar no Rio."

*Folha de São Paulo*
"Lobo que devorou menina é do Comite de Campanha da Dilma"

*O Estado de São Paulo*
"Lobo que devorou menina seria filiado ao PT."

*O Globo*
"Petrobrás apóia ONG do lenhador ligado ao PT, que matou um lobo para salvar menor de idade carente."

*O Povo*
"Sangue e tragédia na casa da vovó."  

*O Dia*
"Lenhador desempregado tem dia de herói."

*Extra*
"Promoção do mês: junte 20 selos, mais 19,90 e troque por uma capa vermelha igual a da Chapeuzinho!"    

*Diário Gaúcho*
"Lenhador passou o rodo e mandou lobo pedófilo pro saco!"

*Capricho*
Teste: "Seu par ideal é lobo ou lenhador?"



domingo, 6 de março de 2011

A OCIOSIDADE E A CRIATIVIDADE

Bem meus amigo(a)s,

Aqui venho "postar" alguns exemplos de criatividade surgida em ociosidade. Só pode ser!!

As fotos abaixo mostram moscas fazendo atividades corriqueiras de qualquer ser humano. Sem dúvida, o autor teve uma excelente presença de espírito e pelo menos em mim, causou um impacto de irreverência e a vontade de criar.

"As moscas"...






quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O Corinthians é Curintia, como sempre!!!

HASTA!! FAREWELL!!

Como sempre!!! O torcedor Corintiano vai se contentar com sua participação na Taça Libertadores da América pelo "Vídeogame". E o Corinthians como sempre vira "Curintia"!!




Apesar de todas as manifestações contrárias de inúmeros torcedores, jornalistas e dirigentes de outros times quanto a postura adotada pela CBF flagrantemente tendenciosa em favor deste time, tudo se seguiu à moda estereotipada brasileira de continuação dos negócios: Vide noemações fantasmas do Senado Federal.

Em 2010, ao apagar das luzes do último ano de Governo LULA, o que se viu foi a absurda "puxada de tapete" contra o time do São Paulo Futebol Clube que perdeu a primazia clara e lógica da utilização do estádio do Morumbi para grandes jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e uma "liberação"de verbas públicas e privadas em favor do "Curintia" para construir um estádio de futebol do "zero" sem um projeto definido e claro em uma região distante, periférica e sem qualquer infra-estrututa para comportar jogos internacionais e deslocamentos de transportes e pessoas.

O presidente deste "Timinho" foi escolhido - não se sabe bem ao certo a razão - para ser o Dirigente coordenador da Seleção Brasileira de Futebol na Copa da África do Sul 2010.

Ronaldo ("El Gordo" - chamado de fenômeno) é praticamente um "sócio" do time que em nada manifesta-se pela transparência em suas transações e negociatas. Diversas contratações com dinheiro que não se sabe claramente de onde vem, parcerias ocultas deram o tom da caminhada "curintiana", demonstrando o repeteco de filme não muito distante no tempo, quando da existência direta de investidores orientais, russos e ingleses por cá.

De todas as formas e maneiras a imprensa majoritária - sob o ponto de vista econômico - tentou e tenta "enfiar goela" abaixo e por lavagem cerebral os times do Corinthians e do Flamengo.

Mesmo com tudo isso.... O que se viu hoje foi o de sempre!!! É chato mas, dá uma certa sensação de riso e alegria quando a gente vê que as coisas dão errado para quem conduz tudo de forma impositiva, obscura, improvisada e à margem do escorreito. Mesmo com imprensa, poderio econômico financeiro e Poder Público atuando em favor... O resultado foi: MAIS UMA ELIMINAÇÃO DO "CURINTIA" DA TAÇA LIBERTADORES DA AMÉRICA.

O "CURINTIA" foi eliminado na "pré-fase" ou fase de acesso para o campeonato tão desejado que o SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE detém o maior número de títulos entre os times brasileiros que já participaram deste certame. Algo que dói nos "curintianos"!

O pior? O pior é que o "Curintia" conseguiu o grande feito de empatar em casa (no seu mando de campo) e perder de 2 (dois) a zero na partida seguinte para o time colombiano nominado de: "TOLIMA".

Pois bem, o TOLIMA tem como principal apoiador / patrocinador em sua camisa de cor Vinho (ou seria roxa?), um fabricante de aguardente. Ou seja, Cachaça. "Tolimandando de Volta pra casa!!"

ADIOS "CURINTIA".

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Será que foi penalti!?

Na verdade, trata-se da penalidade mais absurda de todos os tempos!




terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Da música que alivia!

A SETA E O ALVO




ATÉ O FIM



NUVEM NEGRA

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

O DILEMA.

Se o Tiririca não puder ser empossado vai ser uma merda..
"Vamos continuar sem saber o que faz um deputado federal."



Tirinhas - "Metrosexual" e Ray Conniff.


O "metrosexual" pós-moderno.



O metrosexual atual.




Revelada a identidade de Ray Conniff

DA INTERNET - DEP. FEDERAL "CAMARINHA"

Negócio é o seguinte:

"Ao apagar das luzes" do final do ano de 2010 os parlamentares de Brasília decidiram com imensa "presteza" e celeridade resolver aumentar os salários deles próprios em consonância com o nível da falta de produtividade nas votações.

Algo trágico, absurdo e que passa incólume aos olhos da população resignada com o jeito "Lula" de negociar e fazer alianças.

Mesmo assim, determinados jornalistas ainda chegaram a estampar a tamanha falta de respeito aos príncípios da moralidade, proporcionalidade, legalidade, publicidade e tantos outros. Talvez seja o Congresso menos preparado de todos os tempos em se tratando de vivência pública e cuidado com o interesse público.

Para tentar explicar e justificar o aumento de salários dos parlamentares, o Deputado Federal do PSB de São Paulo, nominado e conhecido como "CAMARINHA", teve a "coragem" de dizer e explanar "pérolas" como: "Qual o Deputado que consegue viver com um salário de R$11mil reais no Brasil?".

Pra quem não sabe, "Camarinha" é ficha suja e o segundo maior político com maior número de processos cíveis e criminais e um dos que mais faltaram as sessões da Câmara dos deputados durante seu mandato.

Acessem e vejam o vídeo abaixo com ironia e humor, se é que podemos assim dizer.

Envie um e-mail elogioso ao "portentoso" e "corajoso" deputado:

dep.abelardocamarinha@camara.gov.br







segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

2011 - DESEJO DE ALEGRIAS SINCERAS!


"... a felicidade humana é a coragem cotidiana da saída de si mesmo em direção ao outro. E o deixar-se levar pelo desejo amoroso de estar e conviver solidariamente com os nossos outros."
(Carlos Rodrigues Brandão).
Meus querido(a)s amigo(a)s,


Chegamos a mais um fim de ciclo e um começo de outro.

Devemos buscar sempre o pensamento positivo para nossos sonhos, planos bons e metas almejadas... Ao mesmo tempo devemos dar uma pitada de “pessimismo” – por assim dizer – conforme ensinamento de Sêneca, naquilo que podemos nos estressar (trânsito, reconhecimento do chefe, etc) exatamente por acreditarmos que tudo deve correr nos conformes e todos devem respeitar as normas. Sabendo que falhas acontecem e que o Ser Humano é falível evitaremos raivas inúteis e sentimentos negativos.

Muitas vezes, procuramos aprender a nos apressar e não, a esperar. Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos com nossos amigos.

Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e muitas relações vazias. Ao mesmo tempo, observamos movimentos de defesa da natureza, de resgate da importância do descanso e do ócio criativo, do alimento “orgânico”.... Vivemos numa época de transições, choques de gerações em face do desenvolvimento tecnológico e da vontade de olhar mais nossos atos.

Desejo aos meus/minhas amigo(a)s: Alegrias sinceras, vivências edificantes, relacionamentos duradouros, amizades fortes, senso crítico sem raiva do próximo, leveza no trato, crescimento moral, progresso intelectual, saúde física e mental; harmonia no Lar; Fé no que virá; Mais Música no carro e em casa para acalmar; Mais leitura e Mais viagens (seja para conhecer seu quarteirão ou para ir à Lua e noutras fantasias).


“ (...) O último dia do tempo
não é o último dia de tudo.
Fica sempre uma franja de vida
onde se sentam dois homens.
Um homem e seu contrário,
uma mulher e seu pé,
um corpo e sua memória,
um olhar e seu brilho,
uma voz e seu eco,
e quem sabe até se Deus...”
(Carlos Drummond de Andrade)
FORTE ABRAÇO FRATERNO E SINCERO.
FELIZ 2011!!